Peças ProcessuaisAção de Execução de Título Extrajudicial no Juizado Especial

Peça processual

Por:

Código da Petição: PETITIONFREE-117

Histórico de atualizações

Tópicos do Direito: Ação de execução, Juizado especial, Lei dos juizados especiais, Lei 9099/95, Cheque

Peça Grátis

Todas as petições do site são em arquivos Word editáveis, adaptando-se perfeitamente ao seu caso.

Faça a diferença: nossas peças já vêm com notas de jurisprudência (sempre atualizadas), leis e doutrina.

Sinopse

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA    UNIDADE DO JUIZADO ESPECIAL DA CÍVEL DE CASCAVEL (PR).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                       Intermediado por seu mandatário ao final firmado – instrumento procuratório anexo – causídico inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Paraná, sob o nº. 112233, onde, em atendimento à diretriz do art. 39, inc. I, do Código de Ritos, indica-o para as intimações necessárias, comparece, com o devido respeito à presença de Vossa Excelência, PEDRO DAS QUANTAS, brasileiro, maior, carpinteiro, casado, inscrito no CPF (MF) sob o nº 555.333.111-22, residente e domiciliado na Cidade Cascavel (PR), na Av. Xista, nº. 0000 – centro, para, sob a égide do art. 53 do Lei dos Juizados Cíveis e Criminais, ajuizar a presente

 

AÇÃO DE EXECUÇÃO,

 

 

contra (CPC, art. 568, I)

 

MARIA DAS QUANTAS - ME, pessoa jurídica de direito privado, com sua sede sito na Rua do Centro, nº. 000, em Cascavel (PR), inscrita no CNPJ(MF) o nº. 77.888.999/0001-22, em decorrência das justificativas de ordem fática e de direito abaixo delineadas.

 

QUADRO FÁTICO

 

 

                                               A Exeqüente, em face de trabalhos realizados de carpintaria, recebeu, na data de 33/22/0000, o cheque nº. 4455, sacado contra o Banco Zeta S/A, no importe de R$ 2.750,00 (dois mil, setecentos e cinquenta reais) (doc. 01)

 

                                               A aludida cártula, ora alvo de execução, não fora honrada na data aprazada, razão da promoção desta querela executiva.                                     

                                              

                                               Ainda procurando obter uma composição no recebimento da dívida, o Exeqüente notificou, via notário, a empresa Executada, todavia não logrando êxito no recebimento do valor inserto no título de crédito em referência. (doc. 02)

 

                                               O débito ora apurado, seguindo à diretriz do art. 614, inc. II do Caderno Processual Civil é de

 

CHEQUE

VENCIMENTO

VALOR

C.MONETARIA

JUROS 1,0%

V.ATUALIZADO

4455

33/22/000

R$ 2.750,00

R$ 7,35

R$ 9,75

R$ 2.767.10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

R$ 2.767,10

 

 

PEDIDOS

 

                                       Dessarte, pleiteia que a Executada seja citada para em três (3) dias efetuar o pagamento da quantia acima citada, acrescida de juros moratórios, correção monetária, custas processuais e honorários advocatícios (CPC, art. 652).

 

                                               Requer, mais, sejam arbitrados os honorários a serem pagos pela Executada. (CPC, art. 652-A)

 

                                               Pede, ademais, para o cumprimento do ato expropriatório, seja facultado ao senhor meirinho o emprego da força policial e ordem de arrombamento. (CPC, art. 579)

 

                                               Requer, outrossim, em havendo penhora, seja a Executada intimada a comparecer à audiência de conciliação designada e, querendo, apresentar Embargos à Execução. (LJE, art. 53, § 1º)

                                  

                                               Concede-se à querela, com arrimo no art. 259, inciso I, da Lei Instrumental Civil, o valor de R$ 2.767,10 (dois mil, setecentos e sessenta e sete reais e dez centavos).

 

                                     Respeitosamente, pede deferimento.

 

                                           Cascavel (PR), 00 de novembro de 0000.

 

Colaborador(Master): Alberto Bezerra