Peças Processuais

Petição com pedido de liberação de valor bloqueado Bacenjud Juizado Especial Aposentadoria PN827

kit de petições para advogados
Facebook icon
e-mail icon
WhatsApp
Trecho da petição

O que se debate nesta peça processual: trata-se de modelo de petição com Pedido de desbloqueio de valor bloqueado via BacenJud, restrição online esta em conta corrente, que serve apneas para recebimento de proventos de aposentadoria, em face de Ação de Execução que tramita perante unidade do Juizado Especial Cível, ajuizada por condomínio residencial, buscando receber quotas condominiais, pleito esse formulado com suporte no art. 52, caput, da Lei 9.099/95 c/c art. 854, § 3º, inc. I, do CPC/2015. 

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 00ª UNIDADE DO JUIZADO ESPECIAL DA CIDADE.

 

 

 

 

 

 

 

Proc. nº. 11.777.88.2222.00.777/0001

Ação de Execução de Título Extrajudicial

Exequente: Condomínio Edifício Pedro Quantas

Executado: Joaquim de Tal

 

                                     

                                        JOAQUIM DE TAL, viúvo, aposentado, residente e domiciliado na Rua Delta, nº. 000, apto. 201, nesta Capital, – CEP .55.444-333, inscrito no CPF (MF) sob o nº. 111.222.333-44, ora intermediado por seu procurador ao final firmado – instrumento procuratório acostado –, esse com endereço eletrônico e profissional inserto na referida procuração, o qual indica-o para as intimações que se fizerem necessárias, vem, com o devido respeito a Vossa Excelência, com suporte no art. 52, caput, da Lei dos Juizados Especiais c/c art. 854, § 3º, inc. I, da Legislação Adjetiva Civil, formular 

PEDIDO DE LIBERAÇÃO DE CONTA BLOQUEADA 

em decorrência das justificativas de ordem fática e de direito, abaixo delineadas.

 

( i ) TEMPESTIVIDADE

 

                                               Extrai-se dos autos que o Executado fora intimado da indisponibilidade dos valores, realizada via Bacen-Jud, em 00/22/3333 (fls. 15). Desse modo, à luz do que rege o art. 854, § 3º, da Legislação Adjetiva Civil, vê-se que o Executado ora postula dentro do quinquídio legal.

 

                                                Por isso, o pleito em espécie é formulado tempestivamente.

 

( ii ) PEDIDO DE DESBLOQUEIO DE VALOR PENHORADO

(CPC, art. 854, § 3º, inc. I)

                                                                                             

                                                               As questões, destacadas neste arrazoado, são de gravidade extremada. Reclama, além do mais, o cancelamento da indisponibilidade de ativos financeiros. Inquestionável que a hipótese vai de encontro à norma contida no art. 833, inc. IV, do Código de Ritos.

 

                                               Com efeito, indiscutível que a obstrução em comento é eivada de nulidade.

 

                                               Lado outro, importa asseverar que o Executado, com idade de 00 anos, é aposentado do INSS desde os idos de 0000. (doc. 01) Percebe mensalmente a quantia de R$ 0.000,00( .x.x.x. ), a título de proventos de aposentadoria. (doc. 02)

 

                                               Seus proventos sempre foram recebidos, via transferência bancária, na conta corrente nº. 0000, Ag. 3333, do Banco Xista S/A. A propósito, aberta para essa única finalidade.

 

                                               Noutro rigo, os extratos, aqui colacionados, não deixam qualquer magem de dúvida quanto a isso. Tanto é assim, que todos dia 00 é depositado o valor equivalente a R$ 0.000,00 (.x.x.x.). E mais, a entidade depositante é, exclusivamente, o INSS. (docs. 03/15)

 

                                               Além disso, carreamos declaração, obtida junto à referida Autarquia, na qual, de fato, ratificam -se as considerações aqui narradas. (doc. 16)                     

                                               Dessarte, como afirmado alhures, há notória nulidade do bloqueio em mira, máxime porque atingiu montante totalmente proveniente de aposentadoria.

 

                                               Nesse diapasão, reza a Legislação Adjetiva Civil que:

 

Art. 833 -  São impenhoráveis:

( . . . )

IV - os vencimentos, os subsídios, os soldos, os salários, as remunerações, os proventos de aposentadoria, as pensões, os pecúlios e os montepios, bem como as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e de sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, ressalvado o § 2º; 

                                                              

                                                               Deveras, sem qualquer esforço se nota que é incapaz de produzir qualquer efeito.

 

                                                Com esse enfoque, é altamente ilustrativo transcrever os seguintes arestos:

 

RECURSO INOMINADO. CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. PENHORA SOBRE PERCENTUAL DE PROVENTOS DE APOSENTADORIA. CRÉDITO DE NATUREZA NÃO ALIMENTAR. MITIGAÇÃO DA NORMA DA IMPENHORABILIDADE.

Inviabilidade no caso concreto. Comprometimento da aposentadoria com despesas mensais necessárias à subsistência dos executados. Diligências para localização de outros bens passíveis de penhora não esgotadas. Ausência de informação sobre a remuneração percebida pelo executado no exercício da atividade de empresário individual. Possibilidade de reexame da questão após o exaurimento das diligências. Recurso provido. [ ... ]

 

AGRAVO DE INSTRUMENTO. PENHORA.

Impenhorabilidade de proventos de aposentadoria, de remunerações e de quantia destinada ao sustento. Exegese do artigo 833, inciso IV, do Código de Processo Civil. Sem hipóteses de exceção, nos termos do artigo 833, §§ 1º e 2º, do Código de Processo Civil. Valores que não excedem os limites legais. Agravo de instrumento provido. [ ... ]

 

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. EXPEDIÇÃO DE OFÍCIO AO CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS. CAGED. INUTILIDADE. VERBA SALARIAL. IMPENHORABILIDADE. INCISO IV DO ART. 833 DO CPC. INDICAÇÃO DE BENS PASSÍVEIS DE PENHORA. ÔNUS DO CREDOR. ARTIGO 798, II, "C", DO CPC. DECISÃO MANTIDA.

1. O caráter alimentar dos vencimentos, dos subsídios, dos soldos, dos salários, das remunerações, dos proventos de aposentadoria, das pensões, dos pecúlios e dos montepios, bem como as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e de sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, ressalvado o § 2º do art. 833 do CPC, restringe a possibilidade de sua penhora, ante a manifesta vedação legal à constrição de tais verbas estampada no inciso IV do artigo 833 do Código de Processo Civil. 2. Reforça o caráter impenhorável das verbas de natureza salarial o julgamento realizado pelo STJ no bojo do Recurso Especial nº 1.184.765/PA (Tema nº 425), submetido à sistemática dos repetitivos. Assim, torna-se inócua a expedição de ofício ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. CAGED. Para que seja verificada a existência de vínculo empregatício da parte Devedora, com a finalidade de futura penhora salarial. 3. Deve o credor envidar todos os esforços para a localização de bens do devedor passíveis de penhora e não somente, por intermédio Poder Judiciário, ficar pleiteando a investigação de tais bens, tendo em vista que o princípio da cooperação não pode ser uma via de mão única, isto é, somente em favor da parte, além de não poder esta transferir integralmente seu ônus, insculpido no artigo 798, inciso II, alínea c, do CPC, para o Poder Judiciário. Agravo de Instrumento desprovido. [ ... ]

 ( ... ) 

Sinopse

Trata-se de Pedido de Cancelamento de Bloqueio Online de conta corrente, em face de Ação de Execução que tramita perante unidade do Juizado Especial Cível, ajuizada por condomínio residencial, buscando receber quotas condominiais, pleito esse formulado com suporte no art. 52, caput, da Lei 9.099/95 c/c art. 854, § 3º, inc. I, do CPC/2015.

Na peça processual o postulante afirma que é aposentado do INSS. Seus proventos da aposentadoria sempre foram recebidos, via transferência bancária, em sua única conta corrente, aberta para essa exclusiva finalidade.

Os extratos bancários, colacionados com a exordial, não deixavam qualquer margem de dúvida quanto a isso. Além do mais, carreou-se declaração, obtida junto à referida Autarquia, na qual, de fato, ratificara as considerações narradas.  

Dessarte, havia notória nulidade na constrição em espécie, máxime quando atingiu montante totalmente proveniente de aposentadoria do executado. Infringiu, portanto, a norma de regência contida no art. 833, inc. IV, do CPC/2015.

Com efeito, sem qualquer esforço se via que a constrição era incapaz de produzir qualquer efeito. 

Diante dos fundamentos estipulados, levando-se em conta, igualmente, os ditames do art. 52, caput, da Lei 9.099/95 c/c art. 854, § 3º, inc. I, do CPC/2015, pediu-se fosse acolhida a arguição de nulidade da constrição judicial (bloqueio online). Em conta disso, fosse determinado, em sua totalidade, o cancelamento do bloqueio, realizado na conta corrente do executado, realizando-se a devida comunicação à instituição financeira (CPC/2015, art. 854, § 4º).

Jurisprudência Atualizada
Jurisprudência Atualizada desta Petição:

AGRAVO DE INSTRUMENTO. PENHORA.

Impenhorabilidade de proventos de aposentadoria, de remunerações e de quantia destinada ao sustento. Exegese do artigo 833, inciso IV, do Código de Processo Civil. Sem hipóteses de exceção, nos termos do artigo 833, §§ 1º e 2º, do Código de Processo Civil. Valores que não excedem os limites legais. Agravo de instrumento provido. (TJSP; AI 2103544-38.2021.8.26.0000; Ac. 14716635; Bauru; Trigésima Terceira Câmara de Direito Privado; Rel. Des. Sá Moreira de Oliveira; Julg. 13/06/2021; DJESP 16/06/2021; Pág. 2889)

Outras informações importantes

R$ 55,00 em até 12x
pelo PagSeguro
ou

*R$ 49,50(10% de desconto)
com o

Avaliações

Ainda não há comentários nessa detição. Seja o primeiro a comentar!

Faça login para comentar
Avalie-nos e receba de brinde diversas petições!
  • star_rate
  • star_rate
  • star_rate
  • star_rate
  • star_rate
  • 4.8/5
  • 26 votos

Características deste modelo de petição

Comentários

Área do Direito: Cível

Tipo de Petição: Pedido de Liberação de Penhora

Número de páginas: 8

Última atualização: 17/06/2021

Autor da petição: Alberto Bezerra

Ano da jurisprudência: 2021

Histórico de atualizações

R$ 55,00 em até 12x
pelo PagSeguro
ou

*R$ 49,50(10% de desconto)
com o

Vizualizar aspect_ratio download automático e imediato Vejas aqui as vantagens de adquirir nossas peças
Adiante-se! Compre junto com desconto...
Compre estas 2 petições de R$202,00  por R$181,80  Economize R$20,20  (-10%)

Todas as petições do site são em arquivos Word editáveis, adaptando-se perfeitamente ao seu caso.

Faça a diferença: nossas peças já vêm com notas de jurisprudência, leis e doutrina.